O apagão da Vale no maior evento da mineração brasileira


Considerada uma das maiores exposições de mineração da América Latina, a Expo & Congresso Brasileiro de Mineração (EXPOSIBRAM) reúne em 2019 centenas de empresários, representantes de organizações governamentais e privadas em um só lugar.


O evento ocorreu entre os dias 9 a 12 de setembro, em Belo Horizonte (MG), pelo Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM).


A exposição pontuou cerca de 15 mil m² de estandes, nos quais estarão representadas as principais mineradoras com atuação global e grandes fornecedores de produtos e serviços.


No espaço, serão foram apresentados as principais tendências em tecnologia, equipamentos, softwares e outros produtos ligados à indústria mineral, além de dados sobre investimentos e gestão.


Realizado em paralelo à exposição, o Congresso Brasileiro de Mineração atrai a cada edição mais de mil participantes entre especialistas, pesquisadores, estudantes e representantes de empresas.


Como se comportou a VALE?

A Vale montou um grande stand com material gráfico caprichado e foi patrocinador diamante, mas simplesmente sumiu do evento. A empresa marcou coletiva, depois adiou por tempo indeterminado e acabou não falando com a imprensa em hora nenhuma.


O apagão da mineradora pode ser resultado do constrangimento. Parentes das vítimas de Brumadinho fizeram barulho na exposição: protestaram na abertura e depois espalharam fotos dos desaparecidos ao redor do stand da empresa.


Mas também foi uma falha da estratégia de comunicação. Afinal, se não podia aparecer, por que disse que ia? A Vale chegou, pagou e sumiu. Na contramão da transparência que o setor minerário prometeu à sociedade, depois da tragédia de Brumadinho.


Informação

Receba nossas notícias

e justiça social

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram

Tel: (31) 3409-9818

Gabinete de Crise  - Sociedade Civil - 2020