Buscas pelas 11 vítimas ainda desaparecidas do rompimento em Brumadinho serão retomadas

Trabalhos estavam suspensos desde o final de março, em razão da pandemia da covid-19

Buscas serão retomados após paralisação em função da pandemia. Imagem: Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) anunciou a retomada das buscas pelas 11 vítimas desaparecidas do desastre de Brumadinho para o dia 27 de agosto. Os trabalhos para tentar encontrar as vítimas foram interrompidos no dia 21 de março em função da pandemia do novo coronavírus. A operação vai contar com 60 militares, que seguirão procurando no perímetro da tragédia.


O rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão em 25 de janeiro de 2019, deixou 271 mortos. O anúncio é um alento para familiares e amigos das vítimas uma vez que o trabalho fica cada vez mais difícil com o passar do tempo. Já se passaram 565 dias desde o rompimento.


Em função da pandemia, um protocolo foi definido com medidas específicas. Não poderão fazer parte do grupo militares que integram grupo de risco (idosos e portadores de doenças crônicas).


Os que foram indicados para a missão deverão fazer exame antes. Apenas os que tiverem a comprovação do diagnóstico negativo confirmado pelo teste laboratorial poderão integrar o grupo. Também será preciso fazer exames da presença de metais pesados.


No início do último mês, durante as ações de preparação para a retomada das buscas, um fragmento corpóreo foi encontrado na área denominada Terminal de Cargas Ferroviário (TCF). O trabalho pericial da Polícia Civil determinará se trata-se de nova vítima, ou se o fragmento pertence a uma vítima já identificada.

Informação

Receba nossas notícias

e justiça social

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram

Tel: (31) 3409-9818

Gabinete de Crise  - Sociedade Civil - 2020